A cozinha é o lugar mais reconfortante da casa porque nele encontramos alimento para o corpo e para a alma. Deixe a Natureza entrar na sua e esqueça os produtos feitos pela indústria alimentícia em geral, que não coloca amor nesse ato nem está preocupada com a saúde do seu organismo e o de sua família!

Esse é um dos segredos de manter o bem-estar - não entregue essa função vital a terceiros - ponha a mão na massa, deixe a preguiça de lado e estabeleça como prioridade fazer a comida que vai mantê-lo longe das doenças!

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Millet, Milhete ou Milho-Painço



Painço é um nome genérico que se dá a um grupo de grãos produzidos por plantas diversas.
O "painço verdadeiro" - millet ou milho-painço, cujo nome vem do latim mille, tem o significado de mil (proliferação).
Também conhecido por milho miúdo e milheto - nesse caso, o painço português, outra variedade (talvez tantas denominações causem confusão para identificá-lo corretamente), botanicamente é um cereal mais antigo que o arroz, a cevada, o trigo ou o centeio. Uma enorme variedade de plantas pertence à espécie do milho-painço, entre elas o sorgo.
É o único cereal alcalino.

Oriundo das Índias Orientais e do Norte de África, sua utilização era frequente em grandes regiões da Ásia, antes da introdução do arroz, há cerca de 12.000 anos.
Mas o seu consumo continua a ser comum em lugares como a Etiópia, onde o prato nacional - Injera - é feito com farinha de milho-painço.

Na China, há milhares de anos, fazia-se macarrão com farinha de painço, que muitos pensam ser exclusiva e indicada comida de passarinho; igualmente muito usado na culinária macrobiótica.
As sementes de millet podem ser germinadas, brotando aproximadamente em 4 dias.

Croquete de millet

Ingredientes

2 xícaras de painço cozido
1 cebola picada fina
1/2 xícara de legumes cozidos (repolho, agrião etc.)
2 CS de shoyu
1/2 xícara de farinha de trigo integral

Como fazer

Coloque todos os ingredientes numa cumbuca, amasse com os dedos por 5 ou 10 minutos, misturando-os bem.

Se a massa estiver dura, acrescente a água do cozimento dos legumes.

Enrole em bolinhos retangulares e frite em frigideira funda, ou melhor ainda, faça retângulos achatados ou coloque em forminhas e asse no forno.

As sobras de painço são ideais para sopas e pães ou refogado com cebolas.

Muffins de milho-painço

Ingredientes
2 1/4 xícara de farinha de trigo integral
1/3 xícara de painço
1 cc de fermente em pó
1 cc de bicarbonato de sódio
1 cc de sal marinho
1 xícara de coalhada
1 ovo caipira
1/2 xícara de passas ou nozes (opcional)
1/2 xícara de óleo
1/2 xícara de mel

Como fazer

Preaqueça o forno à 200 C. Unte 15 formas de muffin.

Misture a farinha integral, o painço, o fermento, o bicarbonato e o sal.

Em outra vasilha, misture a coalhada, o ovo batido levemente, o óleo e o mel.

Junte esta mistura aos ingredientes secos. Mexa até que fique homogêneo.

Distribua a massa nas forminhas e asse por cerca de 15 minutos.


Dica
: Já experimentei adicionar frutas bem picadinhas, como maçã e abacaxi e também com granola, substituindo uma xícara da quantidade de farinha de trigo e, claro, não adicionando passas e castanhas, que já se encontram na mesma.

Essa terceira receita com millet é de autoria da incensada jornalista e culinarista Nigella Lawson:

Milhete com especiarias e ervas
Tempo de preparo: 30 minutos

2 colheres de chá de azeite de oliva
2 1/2 xícaras de milhete
½ colher de chá de cominho em pó
4 xícaras de caldo de vegetais
Suco de meio limão
1/4 xícara de salsinha picada
2 colheres de sopa de óleo de oliva extra-virgem

1. Adicione óleo de oliva a uma caçarola média e coloque em fogo médio a brando. Adicione o milhete e mexa até que comece a ficar grudento. Adicione o cominho e o caldo e mexa bem.

2. Suba o fogo e quando levantar fervura, cubra com uma tampa. Abaixe o fogo e deixe cozinhar lentamente, até que o milhete tenha absorvido o caldo, aproximadamente 25 minutos.

3. Remova a caçarola do fogo e adicione o suco de limão, a salsinha e o azeite de oliva extra virgem. Misture estes ingredientes com o milhete usando um garfo, deixando a mistura bem fofa. Transfira para uma tigela pré-aquecida e sirva.

Serve 6 porções.

Também reproduzo aqui o comentário dela sobre o millet:

"O milhete é um grão pouco usado na culinária tradicional, normalmente associado ao vegetarianismo bem-intencionado, mas um pouco rudimentar: sabemos que deve fazer bem pra saúde, mas duvidamos ser um dos verdadeiros prazeres da vida. Mas quando é refogado com bastante tempero, produz uma textura granulada apetitosa, nem tão saborosa como do trigo bulgur, mas bem mais interessante que a da sêmola. No dia seguinte, você pode usar o que sobrou para fazer uma salada de grãos, tipo tabule: coloque bastante cheiro-verde fresco picadinho e regue generosamente com azeite de oliva e um pouco de suco de limão."


Qualquer prato com "bastante cheiro-verde fresco picadinho e regado generosamente com azeite de oliva e um pouco de suco de limão" tem que ficar delicioso, certamente...

6 comentários:

Mulher de fases disse...

Olha eu aqui!Mary,lá do orkut!adorei o blog,vou pegar algumas dicas e passar pro pessoal aqui de casa,além de experimentar lógico!Muito legal...passar por aqui me deixou com fome!rs..bjo

Vera Falcão disse...

Mary, obrigada pela visita, sinta-se em casa! bjs

Anabela disse...

Estou a começar uma nova fase na minha vida, estou me tornando vegetariana,adorei o seu bloge, vou voltar aqui sem duvida , beijos e obrigada.

Vera Falcão disse...

Anabela, espero te ajudar muito nessa transformação! Qualquer dúvida, pergunte... bjos!

Maria Moreira disse...

Oi Vera

Você tem alguma sugestão para preparar o milhete para o café da manhã?

Um abraço

Maria.

Vera Falcão disse...

Maria, que tal germinar o millet e misturá-lo a vegetais picados (alface, cenoura, tomates, cebola etc) e fazer uma bela salada ou usar como recheio de sanduíches? Germinado, ele também poder ser adicionado ao suco verde, tomado como primeiro alimento do dia.
Abraços!