A cozinha é o lugar mais reconfortante da casa porque nele encontramos alimento para o corpo e para a alma. Deixe a Natureza entrar na sua e esqueça os produtos feitos pela indústria alimentícia em geral, que não coloca amor nesse ato nem está preocupada com a saúde do seu organismo e o de sua família!

Esse é um dos segredos de manter o bem-estar - não entregue essa função vital a terceiros - ponha a mão na massa, deixe a preguiça de lado e estabeleça como prioridade fazer a comida que vai mantê-lo longe das doenças!

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Você conhece essa frutinha?


Minha madastra comprou uma casa com um enorme pátio, com muitas árvores (pitangueira, laranjeira), mas uma delas dá uma fruta que não conseguimos ainda identificar.
Pensei que fosse jambolão (ou jamelão) - é muito parecida... mas o jambolão tem uma única e grande semente e seu suco deixa a língua roxa, é bem escuro - o que não acontece com a frutinha misteriosa.
Ela tem duas ou três sementes no seu interior e o suco é de um tom vermelho-escuro - mas o sabor é ácido, como o do jambolão.
A árvore está cheia, pesada de frutos que estão caindo aos montes - minha madastra mandou um saco enorme delas e preciso fazer alguma coisa - pensei numa geléia,
Vou fazê-la, mesmo não sabendo a denominação da fruta e espero que alguém consiga essa informação, para eu poder colocar um nome na receita... rsssss

Eis algumas fotos da fruta e de suas sementes:






A internet é fabulosa mesmo, acabei de receber a informação que desejava através da Angela, do blog Cozinhar Consciente: o nome da frutinha é cereja-do-mato ou cereja-do-rio-grande (Eugenia involucrata). Tem, originalmente, um nome indígena -Ibárapiroca – vem do tupi-guarani e significa “Fruta da árvore que se descasca”.
É verdade, o tronco dela é muito liso, parece encerado de tão brilhante!


Valeu, Angela! Agora vou lá pra cozinha fazer a geléia e depois posto aqui os resultados!

Tenho que provar uma!

14 comentários:

Angela disse...

Olá Vera!Na casa do meu cunhado em SP tem uma árvore desta fruta e eles chamam de cereja do mato, cereja do rio grande.Dá uma olhada neste site
http://frutasraras.sites.uol.com.br/eugeniainvolucrata.htm

bjos!

Angela

Vera Falcão disse...

Oi, Angela, é ela mesmo! é a bichinha... Depois que descobri o nome, entrei nas imagens do Google e tive certeza.
obrigada pela dica!!!!!!!!!!!!!!!!

bjos

Nane Cabral disse...

Ola Vera, realmente a internet´é uma maravilha! Obrigada pela visita ao meu blog, volte sempre! bjinhos, Nane www.vovoqueensinou.blogspot.com

DENISE DE SÁ disse...

Vera, isso é cereja. Tinha muito na minha casa também. Apreveite, são deliciosas!
Denise

Vera Falcão disse...

Pois, Denise, uma cerejinha do mato... muito gostosa, fiz um suco e uma geléia - tem um leve sabor azedinho e a cor é linda!

Edu Cezimbra disse...

Oi Vera,
Ainda ontem,passeando em meu bairro, Belém Novo,comendo pitangas,deparamo-nos com esta bela árvore e suas cerejas do mato!
Está muito gostoso este blog, que já está no portal de blogs dos membros da RETRANS: http://transnet.ning.com/
Grato
ABC (Abraço e Beijo do Cezimbra)

Vânia Ma'iitsoh disse...

Que interessante essa fruta!
Parece apetitosa, rs. Gostei da cor, também. É tão azedinha quanto a pitanga?

Vera Falcão disse...

Eduardo, estar no portal de blogs da RETRANS é uma honra! O bom de morar em bairros mais distantes é essa maravilha de encontrar árvores frutíferas nas calçadas - em Montenegro, tive o prazer de encontrar muitas laranjeiras plantadas nas vias públicas.

abração

Vânia

Ela é da família das Eugenias, da qual a pitanga também faz parte - então, são meio como primas e... parecidas no sabor! Mas penso que a pitanga é mais azedinha ainda...

Anônimo disse...

Oi Vera pensei de primeira ,que fosse Joao Bolao.E bom saber que ainda existem frutas diferentes , quando lembro que na minha cidade(na minha infancia)existia tanta arvore com frutas, nos terrenos baldios,hoje e raro encotrar uma Goiabeira, ou carambola, ate mesmo a Pitanga esta dificil de encontrar, acho que so mesmo no interior, existem essas riquezas da natureza.A minha cidade , e puro concreto ,as pessoas estao esquecendo de plantarem mais arvores, seria tao lindo, ver as estradas mais arborizadas, umagina se fossem de frutas heim , um sonho.Cereja, Pitanga, Goiaba, ahh araca, parece uma Goiabinha pequena, nunca mais vi....Bjus

Vera Falcão disse...

Vamos sonhar todos juntos, quem sabe esse sonho fica enorme e vitaminado e vira realidade?
Legal também plantarmos - aliás, estou disponibilizando sementes das cerejas que consumi - quem quiser algumas para plantar no seu quintal ou mesmo nas ruas, manda um e-mail com endereço pra mim, que envio!

grande abraço

Sheryda Lopes disse...

Olha só, pelas fotos parece uma fruta que chamamos de jambo no Ceará. Ela tem a polpa muito branca e é muito doce.

Estou me tornando vegetariana e acho que vou frequentar muito o seu blog! Abraços!

Vera Falcão disse...

Sheryda, pelas fotos que vi no google, o jambo é parecido com a cereja-do-mato, mas o interior dela não é branco e a cor da casca é mais escura. Mas obrigada por dar a tua opinião... espero mais visitas, então, um abraço!

Frau M. disse...

Adicionei o seu blog nos meus favoritos!
Abraços!!!!

Vera Falcão disse...

Obrigada, Frau M., espero que o blog continue te sendo útil e agradável!