A cozinha é o lugar mais reconfortante da casa porque nele encontramos alimento para o corpo e para a alma. Deixe a Natureza entrar na sua e esqueça os produtos feitos pela indústria alimentícia em geral, que não coloca amor nesse ato nem está preocupada com a saúde do seu organismo e o de sua família!

Esse é um dos segredos de manter o bem-estar - não entregue essa função vital a terceiros - ponha a mão na massa, deixe a preguiça de lado e estabeleça como prioridade fazer a comida que vai mantê-lo longe das doenças!

domingo, 25 de outubro de 2009

Dia Mundial do Macarrão


Quem não adora comer uma bela "macarronada", uma deliciosa massa preparada com as várias opções de molho - desde o singelo feito com tomates até os mais sofisticados?

Lembro ainda hoje, dos domingos em que íamos almoçar na casa da minha avó materna, de descendência italiana (Notari), em que ela fazia a massa em casa e eu acompanhava o processo, sentada ao lado da cozinheira, com muita curiosidade.
Porque parece que, às vezes, os melhores momentos da nossa vida estão localizados na infância? rssss
Bem, não é todo mundo que pode dizer isso, sei que muita gente não teve uma infância muito legal, mas a minha deixou boas lembranças (ou esqueci das ruins?) Nossa... filosofia dominical!

A data é lembrada em vários países: Estados Unidos, México, Turquia, Itália, Alemanha, Venezuela e, claro, no Brasil. Essa data, 25 de outubro, foi escolhida por ser o dia da realização do 1º Congresso Mundial de Pasta, em Roma, em 1995.

Para cozinhar uma bela massa, precisamos estar atentos à temperatura da água, o fio de azeite, um pouco de sal e atenção para não deixar passar o ponto de cozimento, para ficar al dente: massa amolecida é detestável!
Como costumo usar o macarrão com farinha integral, ele demora um pouco mais para cozinhar.

Uma curiosidade:
O macarrão é um alimento que precisa ser consumido logo após o cozimento - da panela ao prato. O procedimento de passar o macarrão pela água fria é um quebra-galho para quando você não puder servi-lo imediatamente. Isso é feito porque o macarrão absorve água durante o cozimento e, se não for jogada água fria, o macarrão continuará "cozinhando" com a água absorvida. O resultado será uma massa grudenta e fora do ponto. A água fria interrompe esse processo.

Em homenagem a esse prato tão apreciado por todos, fiz - é, claro! - uma receita de macarrão, MASSA COM TOFU E AZEITONAS PRETAS:

Ingredientes

500 g de macarrão integral
meio bloco de tofu
100 g de azeitonas pretas picadas
azeite de oliva extravirgem
sal marinho
2 dentes de alho picadinho
2 folhinhas de manjerona
1 cc de gengibre em pó
1 cc de curcuma
1 cc de curry
1 cc de orégano

Como fazer

Cozinhar os 500 g de macarrão em água fervente com um fio de óleo e sal marinho.

Enquanto ele cozinha, faça o molho:

Em pouco azeite, refogue o alho, acrescente o tofu picado e polvilhe os temperos (use pouco sal, deixe o sabor dos temperos sobressair).
Refogue por alguns minutos, apenas para o tofu incorporar os temperos.
Por último, acrescente as azeitonas picadas. Uns minutinhos mais e apague o fogo.

Com o macarrão já escorrido e colocado numa travessa, jogue o molho por cima e regue com azeite de oliva.


Buon apetit!

Vó, a tua massa é inesquecível!


Nota:
Para quem está acompanhando a "saga da araruta": ontem, sábado, não pude ir à Feira Ecológica pesquisar, porque desabou um violento temporal pela manhã... tive que ir mais tarde comprar verduras orgânicas num restaurante natural perto da minha casa, mas que não tem a variedade de alimentos vendidos na Feira.
Então, a parte final da expedição terá que ser realizada na semana que vem. Até lá!

7 comentários:

Nane Cabral disse...

Olá Vera, amo macarrão, acho uma receita super prática e que podemos variar conforme o formato, molho, cor, enfim... Minha infância tb foi ótima e acho uma delícia relembrar ótimos momentos. Bjinhos, Nane www.vovoqueensinou.blogspot.com

Vera Falcão disse...

Oi, Nane, finalmente fui lá no teu blog fazer uma visita... deixei um monte de comentários... rssss

Carla disse...

Oi Vera eu lembro na minha infancia, na epoca minha mae tinha mesa de formica, parecendo madeira, ela fazia "orelha de gato"...nao era macarrao,mas tbm. uma delicia para crianca entao...eu ja fiz uma vez macarrao ,ate pensei em comprar aquela maquina q estica massa para lasanha ,e faria o macarrao tbm...quem sabe me da coragem olhando as delicias do Blog.bjus

Vânia Ma'iitsoh disse...

Vera,
Que beleza de receita!
O macarrão é uma alimento muito prático, fácil e rápido de se preparar. Também uso o integral que, agora é o meu favorito.Faço o molho com tomate cereja picadinho, pimenta biquinho, também conhecida como pimenta de cheiro(não arde!), um pouquinho de urucum e talhinhos de ramo de beterraba bem picados(o molho fica bem vermelhinho), além de cebola, salsinha, e manjericão. E claro, o azeite. Fica muito bom! Quanto às lembranças de infância na casa da avó ou das tias, são muitas e boas, rs, principalmente na cozinha.

Vera Falcão disse...

Carla: fazer a massa em casa é outra coisa e para aumentar o requinte: moer a farinha na hora do consumo! tem máquina pra isso também - para obter todas as propriedades do trigo, teríamos que agir dessa forma. Quem sabe, um dia... chegamos lá!

Vânia: adorei a receita do teu molho - já experimentaram molho com melancia no lugar do tomate? tem uma receita de pizza aqui no blog com esse molho.

Que bom que nossas mães, avós e tias nos deixavam acompanhar a atividade na cozinha - e ela era bem grande, antigamente! Bem, tô falando por mim, que sou mais velha que vocês... hehehehehehe

Andre disse...

Mto legal a lembrança e, sobretudo, a receita, até porque hj comi bela lasagna vegetariana.
By the way, conhece um texto de Percy Bysshe Shelley sobre vegetarianismo, que está no linque abaixo? vale a pena difundir (não obstante esteja em inglês...). Belíssimo. Ele correlaciona bem o hábito de comer carne com chagas morais da humanidade.
Beijos.

http://www.ivu.org/history/shelley/shelley-diet.pdf

Vera Falcão disse...

Oi, Andre, vou ler com carinho mais tarde, mas de cara já encontrei uma frase muito interessante: "The allegory of Adam and Eve eating of the tree of evil, and entailing upon their posterity the wrath of God, and the loss of everlasting life, admits of no other explanation, than the disease and crime that have flowed from unnatural diet."

bjs e obrigada pela dica