A cozinha é o lugar mais reconfortante da casa porque nele encontramos alimento para o corpo e para a alma. Deixe a Natureza entrar na sua e esqueça os produtos feitos pela indústria alimentícia em geral, que não coloca amor nesse ato nem está preocupada com a saúde do seu organismo e o de sua família!

Esse é um dos segredos de manter o bem-estar - não entregue essa função vital a terceiros - ponha a mão na massa, deixe a preguiça de lado e estabeleça como prioridade fazer a comida que vai mantê-lo longe das doenças!

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Festas infantis vegetarianas 2


Na segunda parte das sugestões culinárias para as festas da gurizada vegetariana, vamos abordar os pratos salgados. Geralmente, os campeões nessa área são o cachorro-quente, o pão de queijo e a pizza. Começamos, então, com receitas para fazer essas 3 delícias!

CACHORRO-QUENTE

Se quiser, compre o pão, mas pode fazê-lo em casa também.
Experimente essa receita de pão colorido com as cores vibrantes dos vegetais:

Pãezinhos coloridos

Salsicha vegetariana

SALSICHA VEGETARIANA 2

Ingredientes

4 xícaras (chá) de feijão vermelho cozido
sal marinho e páprica a gosto (não use da picante, as crianças podem achar o gosto muito forte)
uma CS de azeite de oliva
1/2 cc de tomilho
um ovo caipira batido (não esqueça das substituições... aqui pode entrar o gel de linhaça)
2/3 xícara (chá) de leite vegetal
uma xícara (chá) de fubá fino
óleo para untar

Como fazer

Passe o feijão por uma peneira, junte o sal e a páprica, o azeite e o tomilho.

Faça rolinhos imitando salsichas.

Misture o ovo e o leite num prato. Passe as salsichas nessa mistura e depois no fubá.

Coloque em assadeira untada e leve ao forno preaquecido (170º), virando até que dourem por igual.

Dá para fazer também com seitan (glúten), modelando-o em forma de salsicha antes de colocar na pressão para cozinhar com os temperos e os vegetais.

Outra opção é a salsicha vegetal da Perdigão que, apesar de industrializada, é produzida com soja não-transgênica, glúten de trigo, cebola, curry, pimenta, cominho, óleo de gergelin, aroma de fumaça e corante natural de arroz. A textura e o sabor são excelentes - não aconselho o uso cotidiano dessa salsicha, mas apenas em ocasiões especiais, como uma festa. Não sabe o que é "aroma de fumaça"? veja aqui.
Para acompanhar o hotdog, maionese e ketchup:

Maionese: 4 opções

Ketchup caseiro

As pizzas, cortadas em pedaços pequenos, para facilitar a manipulação (ou faça mini pizzas). Os recheios permitem muita variedade de legumes, folhas e frutas - use a criatividade para fazer combinações gostosas:




Pizza de brócolis com tofu

Pizza de melancia

Pizza com muçarela vegana

PÃO DE QUEIJO SEM QUEIJO

Ingredientes

2 batatas e 1/2 em forma de purê
100 g de polvilho azedo
100 g de polvilho doce
1/2 xícara de água morna
1/2 xícara de óleo vegetal ou azeite de oliva (vá colocando o óleo aos poucos, talvez não seja preciso usar toda a quantidade indicada)
sal a gosto

Como fazer

Misturar todos os ingredientes e fazer pequenas bolinhas.

Colocá-las em forma (não precisa untá-la), distantes uma das outras, para que não grudem.

Assar em forno médio, virando-as para que dourem por igual.

PÃO DE QUEIJO SEM QUEIJO 2

Ingredientes

4 xícaras (chá) de polvilho doce
1 xícara (chá) de polvilho azedo
3 xícaras (chá) de purê de mandioquinha
1/2 xícara (chá) de purê de abóbora ou cenoura
2/3 xícara (chá) de óleo vegetal
1/2 xícara (chá) de água
1 colher (sopa) de sal

Modo de preparo

1. Misture (use um bowl grande) o polvilho doce, o polvilho azedo e o sal.
2. Acrescente o purê de mandioquinha e o de cenoura (ou de abóbora) e misture. Acrescente a água e o óleo, e misture tudo com uma colher até que possa usar as mãos. Vá misturando até obter uma massa lisa e homogênea.
3. Molde as bolinhas com as mãos e coloque em assadeira (não precisa untar). Asse em forno baixo por cerca de 1h/1h20, ou até crescerem e ficarem dourados.
4. Sirva quente.

Fonte: Blog Chubby Vegan

Dica: Em ambas as receitas, controle o óleo, vá colocando aos poucos na mistura, é possível que não seja necessário usar toda a quantidade indicada.


As próximas iguarias também devem ser servidas cortadas, em pedaços pequenos e muitos guardanapos por perto. Os hamburguers podem ser colocados em pãezinhos redondos:



Quibe vegetariano recheado

Hamburguer de lentilhas

Hamburguer de brócolis

Hamburguer de aveia

Bruschetta de verão

Panquecas salgadas

Faça as próximas receitas em tamanho pequeno:

Esfiha de folhas de cenoura e brócolis

Pastéis de legumes ao forno

Quibe de abóbora japonesa

Puttu - bolos de arroz no vapor

Uma ideia genial para servir são os dips - a criança escolhe o sabor que mais gosta! Reserve um espaço especial para eles, coloque-os em pratinhos coloridos e acondicione os palitos crocantes, torradinhas, chips, biscoitos e vegetais crus cortados em tiras em copos.


Dips - que delícia!




Pastas também podem fazer parte dessa mesa:

Pasta de sobras

Iogurte com abacate e outras pastas

Manteiga de abacate

CHIPS DE LEGUMES

Beterraba, batata inglesa, batata doce, cará, inhame, abóbora, abobrinha

Escolha legumes bem firmes e tire a casca antes de fatiar. O fatiador deve estar numa espessura bem fina e bem amolado. Vire o legume durante o procedimento de corte, para a fatia ficar torta.
Coloque em uma tigela com água e gelo por 15 minutos. Seque bem os chips, com um pano de algodão e salgue-os (salgar antes de colocar no forno ajuda a retirar a água das fatias e isso acelera um pouco o processo de assar).
Use uma forma untada e ponha no forno, preaquecido em temperatura baixa, por 15 minutos, mais ou menos. O forno não deve estar muito quente porque os legumes tostam demais e a ideia é que desidratem aos poucos para ganhar a crocância.

As receitas de petiscos a seguir (em forma de bolinhas ou quadradinhos) podem ser consumidas por crianças menores, a partir de uma ano de idade e também servem como opções de lanche.


Como fazer

Leve as bolinhas ao forno preaquecido a 180º, numa forma grande por 10 a 15 minutos, até que fiquem dourados.
Se não quiser fazer bolinhas, espalhe a mistura na forma e asse por 15 a 20 minutos, cortando a massa em quadradinhos.

PETISCOS DE QUEIJO

uma xícara de queijo orgânico ralado
uma xícara de germe de trigo
2 CS de azeite de oliva
água ou leite vegetal

Misturar os ingredientes, acrescentando água ou leite vegetal para obter consistência macia.
Asse da forma indicada acima.

PETISCOS DE BATATA DOCE

2 batatas doces cozidas com casca (orgânicas)
uma ovo caipira batido
1/2 xícara de castanhas
2 CS de leite vegetal

Misture e faça as bolinhas. Depois de prontas, passe nessa farofinha: 1/2 xícara de pão integral esfarelado ou germe de trigo e uma CS de salsa picadinha.
Asse da forma indicada acima.

PETISCOS VERDES

Use a receita das batatas doces, adicionando alguma folha ou legume verde, processado.

PETISCOS DE CENOURA CRUA RALADA

Misturar cenoura crua ralada com tofu ou queijo de nozes e adicionar brócolis ou outra verdura crua picadinha, fazendo bolinhas. Não é necessário assar.

PETISCOS DE LENTILHA

Cozinhar uma xícara de lentilhas, temperada com cebola picada, louro e azeite de oliva.
Quando pronta e já fria, misture 1/2 xícara de germe de trigo (ou aveia moída), formando bolinhas.
Asse da forma indicada acima.


COXINHA DE "CARNE" DE CAJU

Ingredientes

Para a massa:

2 xícaras (chá) de água
uma CS de salsa e cebolinha processados
1/2 CS de sal marinho
1/3 de xícara de óleo
2 xícaras de farinha de trigo (metade integral, metade branca)

Para o recheio:

12 cajus pequenos
1 tomate médio sem pele e sem sementes
1/2 pimentão verde pequeno
1/2 cebola média
10 azeitonas verdes
3 CS azeite de oliva
sal e pimenta a gosto

Como fazer

Massa

Leve ao fogo a água, os verdes, o sal e o óleo. Quando ferver, adicione a farinha e mexa sem parar com uma colher de pau; mexa até desgrudar do fundo da panela. Coloque sobre uma superfície lisa e sove até a massa esfriar.

Recheio

Tire a castanha e a pele dos cajus. Coloque-os num espremedor de batatas e esprema bem. Corte a base onde a castanha estava presa (facilita o próximo passo). Começe a desfiar a carne. Dá um pouco de trabalho, mas também é possível picar com uma faca. Coloque novamente no espremedor de batatas e tire o máximo de caldo que puder. É imprescindível que isso seja feito, para que fique sem gosto de caju e parecendo frango desfiado. Leve ao fogo com o óleo e deixe até dourar bem. Enquanto isso pique bem pequenininhos o tomate, o pimentão, a cebola e a azeitona. Junte ao caju e coloque o sal e outros temperos de sua preferência e deixe em fogo baixo até o tomate desmanchar totalmente. Deixe esfriar.

Montagem

Divida a massa e o recheio em 15 partes iguais. Abra a massa em círculo e coloque o recheio no meio. Este deve ficar bem apertadinho, para que o ar não fique retido e a coxinha não abra ao fritar. Modele em forma de coxinha, passe na água mineral e depois em farinha de rosca (podendo repetir essa etapa para que fique com a casquinha bem crocante). Frite em óleo bem quente e escorra em papel toalha.

Rendimento: 15 unidades

Fonte: Blog Junk Vegan Food

Dica: Experimentei essa receita sem fritar, fiz uma torta, espalhando a massa na forma, recheando com o caju e cobrindo com o restante da massa. Também pode-se usar esse recheio numa esfiha. Não gosto de frituras, mas como é uma ocasião especial, quem aprecia, faça! (Fiz algumas pequenas alterações, como substituir cubinhos de caldo de legume pelos verdes processados).


TORTAS SALGADAS da Ana Branco - COMIDA VIVA

Experimentos Saborosos Interessantes - Tortas Salgadas




8 comentários:

Vânia M. disse...

Uau!!!
É tanta coisa boa que nem sei por onde começar...fiquei animadíssima com as tuas sugestões, Vera!
Aprecio a tua criatividade e me sinto imensamente grata por receber tantas informações úteis que, desde que conheço o teu blog, só tem me ajudado. Gostei também das dicas sobre culinária e alimentos. Quanto mais aprendo mais tenho vontade de aprender!rs. Parabéns, Vera! Beijos!

Vera Falcão disse...

Vânia, tuas palavras sempre carinhosas, é muito bom receber elogios e ainda mais vindos de uma pessoa querida! Espero que aproveites mesmo essa sugestões, bem como as demais pessoas que aqui chegarem - gosto de colocar muitas opções, assim todo mundo consegue encontrar uma forma de melhorar a alimentação, escolhendo a que melhor cabe na sua vida. Só não abro mão de não comer a carne de nenhum tipo de animal e essa prática não posso estimular, de forma alguma! Beijo!

angela disse...

Também adorei tudo! Vou fazer quase tudo. Obrigada!

Vera Falcão disse...

Legal, angela, bom proveito!

Tassiana disse...

Vou me esbaldar! Adorei todas as dicas, Vera! Muito obrigada por compartilhar seus conhecimentos. Também acredito que é possível festejar com alimentos saudáveis,deliciosos,lindos e coloridos. Beijo grande,
Tassiana

Vera Falcão disse...

Oi, Tassiana, fico muito feliz por teres gostado e espero que aproveites bastante todas as receitas, beijo!

diogo henriqueS disse...

Seu blog é sensacional, já está linkado lá no meu (novo) blog diariovegano.blogspot...

Saúde!!

Vera Falcão disse...

Obrigada, Diego, deixei um recado pra ti lá no teu blog!