A cozinha é o lugar mais reconfortante da casa porque nele encontramos alimento para o corpo e para a alma. Deixe a Natureza entrar na sua e esqueça os produtos feitos pela indústria alimentícia em geral, que não coloca amor nesse ato nem está preocupada com a saúde do seu organismo e o de sua família!

Esse é um dos segredos de manter o bem-estar - não entregue essa função vital a terceiros - ponha a mão na massa, deixe a preguiça de lado e estabeleça como prioridade fazer a comida que vai mantê-lo longe das doenças!

quinta-feira, 4 de março de 2010

Atenção com as mudanças!


Esse post destina-se, principalmente, a quem está entrando no maravilhoso mundo novo da alimentação saudável!
Apesar de que sempre enfatizo, naquilo que escrevo, que as mudanças devem ser feitas progressivamente, não custa repetir e sublinhar que novas dietas devem ser feitas com cuidado, mesmo que sejam rotuladas de saudáveis e naturais.
Porque?
Se o seu organismo estava acostumado a outro tipo de alimentos, digamos, a industrializados, congelados, muitos cozidos, assados e fritos, pouca ou nenhuma fibra, ausência de crus, certamente vai ficar surpreso quando você começar a expulsar todos esses tóxicos e a mudar totalmente o combustível que o nutre.
Outra mudança marcante é o abandono da carne e laticínios - tornar-se vegetariano também requer passos lentos e a elaboração de uma dieta equilibrada e variada, caso contrário, você irá cair na armadilha de só comer soja e seus derivados e muitos farináceos (ou se transformar-se em lactovegetariano, entupir-se de queijos!).
Nos diversos tópicos do blog, há ideias, sugestões, dicas e receitas para ajudá-lo nessa transformação - mas, REPETINDO - ela deve ser feita com calma e racionalidade.
Por exemplo, você adorou os "leites vegetais", principalmente o de aveia e o toma pela manhã quando acorda, à tarde no lanche, antes de dormir e isso, diariamente. Logo, o excesso de fibras vai fazer seu intestino pirar e reclamar, fazendo com que o trânsito dos alimentos (talvez, antes disso, emperrado) agora flutue rápido demais, insistente até! Então, beba seu leitinho verde todos os dias, mas em uma das refeições e variando sempre os ingredientes que entram sua formulação.

Para dar um exemplo bem exagerado (à moda sagitariana): se num dia só, você mudar de residência, trocar de emprego, começar um curso de línguas, extrair um dente, fizer uma faxina completa nos seus armários, ir ao velório de uma pessoa querida e praticar rapel, o resultado óbvio será STRESS! Então, vá devagar e sempre!

Para auxiliar nas mudanças:

Mudanças

Mudando a Alimentação

Mudando a Alimentação 2

Mudando a Alimentação 3

Planejando um cardápio vegetariano

7 comentários:

sylribeiro disse...

que otima materia, Vera, vem de encontro a muita coisa que pesquiso.
as vezes a gente se perde em tantas informações, e nao sabe o melhor modo de aproveitar seus beneficios.

eu sou vegetariana desde o nascimento, nao sei se te comentei em algum post, e mesmo assim, somente há alguns anos que comecei compreender como eu funciono através de um trabalho serissimo com uma nutricionista maravilhosa, que me colocou no prumo.
pesquiso muito e sei dos perigos da empolgação, e como!

estamos caminhando..cada dia com novas ajudas e parcimonia, a gente avança mais um passo.

o leite de linhaça, eu nunca tinha tomado, embora use o de aveia e o de arroz com regularidade, ele me fez muito bem...
quero te agradecer e se vc permitir vou partilhar esse texto em meu segundo blog / multiply, ali mantenho matérias integrais sobre nutrição que leio e divido com as pessoas.

super obrigado, tem sido uma alegria conhecer seu blog!
abraços, desculpe escrever tanto, empolguei..

Pérola disse...

Excelente Post! Super completo!!!
Vou linkar nos meus blogs! Perfeito!
Beijo grande!
Pérola

Vera Falcão disse...

Syl e Pérola: fico feliz em ver que vocês pretendem passar adiante as informações do blog, sinal de que foram úteis - é meu principal objetivo auxiliar as pessoas a se organizarem na cozinha, utilizando informações que são fruto de muita pesquisa.
Comer envolve prazer e sabedoria - além do olho vivo, sempre!
Beijos e fiquem por perto.

Vania M. disse...

Ei Vera!
Também concordo que toda mudança deve ser feita aos poucos e com
consciência, pois desta forma, há muito mais chance de que sejam bem efetuadas. E em se tratando de mudança nos hábitos alimentares, não pode ser diferente. Amiga, fiquei exausta, ou melhor quase morri, imaginando a cena que você descreveu no final do post, sobre fazer tudo aquilo no mesmo dia, rsrs. Abraço!

Vera Falcão disse...

hahahahaha, um pouquinho de exagero, não? mas imagine aquelas dietas de segunda-feira, em que a pessoa decide, bruscamente, parar de comer carne, açúcar, manteiga, farináceos, refrigerantes, café, leite, nescau etc e ficar comendo só saladas e sucos... tadinho do organismo, não entende nada, entra em parafuso: cadê aquelas "gostosuras" que eu ganhava todos os dias? rs

R. Reis disse...

Não como carne vermelha.
Não bebo leite.
Mas como tudo industrializado.
Quero perder esse hábito sem ter síndrome de abstinencia.
Amei seu artigo, me motivou e muito!
Devagar e sempre... é o que eu espero...

Vera Falcão disse...

Fico contente por ter conseguido te motivar, não desista, vá devagar e comendo com prazer, reeducando teu paladar, estômago, intestino, aos pouquinhos!
um abraço estimulante!