A cozinha é o lugar mais reconfortante da casa porque nele encontramos alimento para o corpo e para a alma. Deixe a Natureza entrar na sua e esqueça os produtos feitos pela indústria alimentícia em geral, que não coloca amor nesse ato nem está preocupada com a saúde do seu organismo e o de sua família!

Esse é um dos segredos de manter o bem-estar - não entregue essa função vital a terceiros - ponha a mão na massa, deixe a preguiça de lado e estabeleça como prioridade fazer a comida que vai mantê-lo longe das doenças!

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Panquecas doces

Colocar no copo do liquidificador:
1 ovo caipira
1/2 xícara de leite de aveia
1 maçã pequena, sem casca e picada
1/2 xícara de farinha integral fina
1 pitada de sal marinho
1 pitada de canela em pó
Bater a massa até ficar coesa; guardar na geladeira por meia hora (enquanto isso, preparamos o recheio).



Para fazer o recheio, picamos 3 bananas nanicas grandes (em rodelas) e colocamos numa panela esmaltada, com 4 colheres de sopa de açúcar mascavo, uma colherinha de canela em pó e meia xícara de água. É uma boa ocasião para usar aquelas pedrinhas duras do mascavo... Cozinhar o suficiente para que as bananas amoleçam, mas não demais (reserve):



Retirar a massa da geladeira e mexer delicadamente com uma colher.
Preparar uma frigideira, no tamanho com o qual desejamos formatar as panquecas (usei uma pequena), untá-la com óleo vegetal e ir colocando a massa aos poucos, virando a frigideira para que a massa se espalhe e não fique concentrada numa área apenas.
Use alternadamente a chama alta e baixa da boca do fogão, conforme verifique a necessidade.
Pingue mais gotinhas de óleo, quando o fundo ressecar.
Depois que a coisa esquenta, o processo segue rápido; as primeiras panquecas demoram mais e, geralmente, a primeira, é um desastre...rs



A calda é bem simples: uma colher de sopa rasa de cacau em pó, 4 colheres de sopa de mascavo e meia xícara de água. Misture tudo muito bem, até dissolver os pós no líquido, sem deixar grumos. Leve ao fogo baixo e deixe cozinhar até que a calda fique encorpada (talvez seja necessário acrescentar mais água). Pode-se usar no lugar do cacau, alfarroba: achocolatado, never!



A montagem: colocar na base uma unidade de panqueca, as bananas, outra panqueca e assim por diante, terminando com a massa. Derramar, com generosidade, a calda por cima!
Eis o resultado final:



Meus provadores oficiais de iguarias murmuraram, sem parar de mastigar:
huuuuuuuuuuuummmmmmmmmmm!

Ísis

Angel

Rendimento: 15 unidades pequenas

4 comentários:

Morrocoy disse...

Aiiii covardia mostrar essas fotos!!! Fiquei com vontade de fazer!

Vera Falcão disse...

Um doce, de vez em quando, faz bem para a alma... rs

adalgiza disse...

Tô louca pra experimentar, deve ser uma delícia!

Vera Falcão disse...

Ah, é uma delícia, a gurizada adora! rsssss