A cozinha é o lugar mais reconfortante da casa porque nele encontramos alimento para o corpo e para a alma. Deixe a Natureza entrar na sua e esqueça os produtos feitos pela indústria alimentícia em geral, que não coloca amor nesse ato nem está preocupada com a saúde do seu organismo e o de sua família!

Esse é um dos segredos de manter o bem-estar - não entregue essa função vital a terceiros - ponha a mão na massa, deixe a preguiça de lado e estabeleça como prioridade fazer a comida que vai mantê-lo longe das doenças!

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Manteiga ou margarina?


Esse post foi motivado pela pergunta de uma leitora: preferes o uso de manteiga ou margarina?
Resumidamente: margarina, nem pensar... manteiga, muito ocasionalmente, produzida por pequenos produtores e orgânica. No cotidiano, opto por pastas feitas com ingredientes diversos, como o tahine.

Fórmula da margarina
"Uma medida de gordura vegetal hidrogenada (que também produz colesterol) e outra de ácido sulfúrico neutralizado com um pouco de soda cáustica Tudo isso é aquecido a 150º, enriquecido com ácido benzóico (usado como fungicida em várias afecções da pele), ácido butil-hidroxianisol e butil-hidroxitolueno (pode tornar-se explosivo), galato de propila,leite de vaca (com gordura e tudo), galato de duodecila e sal refinado. Tudo isso é acrescido de corantes artificiais e aromatizantes F-I e F-IV,conservadores P-I e P-IV, ambos bastante tóxicos e ainda acrescido de antioxidantes, princ o BHA,o BHT e tocoferóis. Além disso acrescenta-se cerca de 20.000 unidades de vitamina A sintética em cada parte de gordura vegetal hidrogenada (qdo a necessidade diária de um ser humano adulto não passa de 5.000 unidades internacionais de protovitamina A natural)".
FONTE: Livro de Bolso da Medicina Natural - Marcio Bontempo - 8a. edição.

Mesmo sendo espinafrada (talvez como marketing da concorrente)  pelo teor de gordura e como causadora de colesterol ruim, a manteiga causa menos mal que a sua "imitação vegetal", se for consumida em pequenas porções, de vez em quando; depois de ler essa fórmula, alguém se atreve? Sem esquecer que a maioria das marcas de margarina contém leite, logo, não é uma "opção vegetal"...

Qual é a diferença entre margarina e manteiga?
Texto de autoria do dr. José Geraldo Ferreira Gonçalves - Instituto de Patologia Clínica Hermes Pardini


"Ambas têm a mesma quantidade de calorias.


A manteiga:

Tem um pouco mais de gorduras saturadas - 8 gramas contra 5 gramas.

Comer margarina pode aumentar em 53% a incidência de doenças cardíacas em mulheres, quando consumida na mesma quantidade que manteiga, segundo um estudo recente da universidade de Harvard.

Comer manteiga aumenta a absorção de muitos nutrientes presentes noutros alimentos.

A manteiga traz mais benefícios nutricionais, enquanto o pouco que a margarina traz lhe foi adicionado!

A manteiga é muito mais saborosa que a margarina e pode melhorar o sabor de outros alimentos.

A manteiga existe há séculos e a margarina há menos de 100 anos.

Agora, sobre a margarina:

Tem teor altíssimo de ácidos graxos tipo trans.

Triplica o risco de doenças coronárias.

Aumenta o nível de colesterol total e o de LDL (o "mau" colesterol).
Reduz o nível de colesterol HDL (o "bom" colesterol).

Aumenta em cinco vezes o risco de câncer.

Reduz a qualidade do leite materno.

Deprime a resposta imunológica.

Reduz a reação insulínica.

E eis o fato mais perturbador...

AQUI É QUE FICA INTERESSANTE!

A diferença entre o plástico e a margarina é de apenas UMA MOLÉCULA... Basta isso para evitar por toda a vida a margarina e tudo o que for hidrogenado (isto significa que acrescentaram hidrogênio, mudando a estrutura molecular da substância).

Você pode experimentar por si próprio. Compre uma embalagem de margarina e deixe-a aberta na sua garagem ou algum lugar sombreado.
Em poucos dias você vai notar duas coisas: nenhuma mosca (nem aquelas terríveis mosquinhas das frutas) vai chegar perto dela (isso deveria lhe dizer alguma coisa)... Não vai apodrecer nem ficar com cheiro esquisito!

Como não tem nenhum valor nutritivo, nada crescerá nela, nem mesmo aqueles microrganismos minúsculos encontrarão ali um lar para viver. Por quê? Porque é quase plástico.

Você derreteria os seus potes de plástico para passar no pão?"

TAHINE é uma pasta muito saborosa obtida pela moagem das sementes de gergelim. Substitui com vantagem a manteiga ou a margarina e também serve de base para inúmeras receitas de patês.
Uma receita clássica que usa o tahine:

HOMUS (pasta de grão-de-bico)

Ingredientes
1/2 pacote de grão-de bico
suco de 2 limões médios
1 colher de sopa rasa de sal marinho
4 dentes de alho socados
3 colheres de sopa rasas de tahine

Como fazer

Deixe o grão-de-bico de molho de um dia para outro. Depois, cozinhe-o deixando cerca de 15 minutos em água fervente. Escorra a água, reservando uma xícara desta água. Esfregue os grãos, uns contra os outros, removendo o máximo possível das cascas. Use um multiprocessador e bata os grãos, o limão, o alho e parte da água do cozimento. Se ficar muito denso, acrescente mais água do cozimento ou água fria.

Outras sugestões: Dips: que delícia!

7 comentários:

Ana Paula disse...

Oi, Vera...bem bom este post...também fiz um assim, há algum tempo no meu blog! Olha, tenho uma surpresinha para ti!
Quer ganhar um presente lindo? Passa lá no blog e dá uma olhadinha – NÃO É SORTEIO!
Bjkas, Ana Paula

Lara disse...

Maravilha, Vera!
Esse post foi para não deixar dúvidas MESMO!
Obrigada.

Alôcka disse...

"Você pode experimentar por si próprio. Compre uma embalagem de margarina e deixe-a aberta na sua garagem ou algum lugar sombreado.
Em poucos dias você vai notar duas coisas: nenhuma mosca (nem aquelas terríveis mosquinhas das frutas) vai chegar perto dela (isso deveria lhe dizer alguma coisa)... Não vai apodrecer nem ficar com cheiro esquisito!

Como não tem nenhum valor nutritivo, nada crescerá nela, nem mesmo aqueles microrganismos minúsculos encontrarão ali um lar para viver. Por quê? Porque é quase plástico."

Hahaha, dei risada lembrando desse texto, eu li ele faz uns anos e foi tu que me mostrou.
Faltou falar sobre os diversos tipos de margarina, propagandeadas como boas pra saúde, adicionadas de fibras, vitaminas, com selinho de aprovação do Instituto do Coração e etc, "suuuuper saudáveis"(e bem mais caras, aff!).
Eu nem como isso aí mais(nojo), mas tem que ter um potinho na geladeira pra sabe quem, né?ahaha

Vera Falcão disse...

Nem citei marcas porque todas têm a mesma origem - algumas acrescidas de itens "saudáveis" pra enganar bobo na casca do ovo... rs... sei que a maioria come e acha saudável, "bom pro colesterol"... um dia, em breve, ouviremos no Fantástico, que ela é lixo - aí, então, o povo acredita.

Livia Luzete disse...

Quando será que os órgãos de mídia vão falar a verdade???
Eu acredito muito mais em blogs, como o seu, o da Ana Elisa do La Cucinetta por onde aprendi que margarina seria um derivado do petróleo e que comer manteiga é bom e muito saborosa.
Até minha mãe que tem mil probleminhas de saúde aderiu a manteiga. É como eu disse para ela, não é para se empanturrar de manteiga, é para dar um gostinho no pão. E não comer manteiga com pão!.rsrs.
Adorei esse post,mais um para minha coleção de "Avisos" para o povo.
Tenha uma boa semana!

Vera Falcão disse...

Oi, Livia! Falar a verdade sobre um produto que é prejudicial à saúde mas vende muuuito... é praticamente impossível! Veja quantos anos levaram para contar a verdade sobre as gorduras trans, que comíamos bem satisfeitos, sem imaginar o mal que fazíamos ao nosso corpo. Antigamente, lá em casa, como éramos muitos, usávamos margarina no pão - eu odiava o sabor e comia muito pouco! A manteiga era caríssima, artigo de luxo... lembro que minha avó (que acabou de completar 100 anos), que era uma gourmet, tinha sempre manteiga na geladeira e quando ia lá, me fartava... hahahaha
Hoje compro manteiga orgânica e uso como um pitéu.

Elis disse...

Nossa! qta coisa eu não sei e aprendo aqui....
Pena que conheci só agora ha pouco mais de um ano....
Mas ainda sim tenho aproveitado muito as informaçoes. Muito grata!