A cozinha é o lugar mais reconfortante da casa porque nele encontramos alimento para o corpo e para a alma. Deixe a Natureza entrar na sua e esqueça os produtos feitos pela indústria alimentícia em geral, que não coloca amor nesse ato nem está preocupada com a saúde do seu organismo e o de sua família!

Esse é um dos segredos de manter o bem-estar - não entregue essa função vital a terceiros - ponha a mão na massa, deixe a preguiça de lado e estabeleça como prioridade fazer a comida que vai mantê-lo longe das doenças!

quinta-feira, 31 de março de 2011

Seu filho quer ser vegetariano... e agora?


A Época publicou uma coluna denominada "Agora sou vegetariana", onde a autora discorre sobre sua postura quando sua filha "perto dos 11 anos, com um pé na infância e outro na pré-adolescência, resolveu radicalizar: “Mãe, agora sou vegetariana”.

Leia na íntegra.

Segue minha opinião sobre o artigo, obviamente como vegetariana informada e objetiva:

Vegetariano não come nenhum tipo de carne - fora isso, não use o rótulo, por favor!
Como a professora de Ciências da minha filha, que disse que falta proteína na alimentação dos vegetarianos e que devem comer carne branca...
Como uma "vegetariana" gaúcha que disse comer carne só aos fins-de-semana, porque "churrasco não é carne, é uma tradição"!
Como os pseudo-vegetarianos que dizem comer só peixe (peixe dá em árvore?).

Minha filha tem quase 12 anos, não come carne, não toma leite e é muito saudável, obrigada! O que costuma acontecer é que os pais são desinformados e não sabem criar uma dieta vegetariana equilibrada e que contenha todos os nutrientes: caem na cilada da soja e dos carboidratos! Se não tiverem competência, consultem uma nutricionista vegetariana, que certamente vai ajudá-los a manter seus filhos devidamente nutridos, sem abusar dos animais.

Esse tipo de texto, na minha visão, é um deboche e não respeita opções racionais de outras pessoas, trata-as como incompetentes e/ou desinformadas - nega a diversidade.
Sua filha já assistiu aos inúmeros vídeos que existem por aí mostrando matadouros, aviários, testes para produtos e outras atrocidades cometidas pelos humanos aos animais? Uma coisa é ver a carne temperada e cheirosa no prato e outra é conhecer de onde ela vem! Aliás, o cheiro e o sabor dos temperos encobrem o verdadeiro odor da carne crua...

Se você não quer desistir da carne, quer continuar sendo onívora, ok, é a sua escolha, vou respeitá-la e aceitar!
Mas não use argumentos baixos os falsos para tentar provar que o vegetarianismo é uma opção errada, que vai fazer mal ao organismo e impedir o crescimento de bebês e crianças - seja justo e aceite também a diferença!

8 comentários:

Kenia Bahr! disse...

Uhuuuu, isso aí vera! Depreciar a opção do outro, através da mídia (péssima formadora de opinião) ou não, é uma forma de violência velada! Apoiada!

Beijos

Fernanda ;) disse...

Bem, já respondi um texto semelhante lá no outro blog.
Os argumentos dos defensores de carne são variadíssimos e criativos, ehehehe!!!
Beijo!

Jeci disse...

Oi, Vera!
Parabéns pela sua coragem! Não sou, ainda, vegetariana, mas admiro quem jápratica este modo de vida (respeitar os animais vai além da alimentação)! Minha filha nasceu com alergia a TODAS AS FORMAS DE PROTEÍNA ANIMAL (ovo, leite, carne vermelha e branca). Tenho usado os leites vegetais e ela está se desenvolvendo maravilhosamente bem!

Vou aprender com ela e adotar esta alimentação em minha vida também!

Nirvana Surya disse...

Gostei muito do seu comentário, discutimos muito essa matéria no Facebook e muitos mandaram e-mails de protesto para a colunista. Pena que não dá pra postar o seu comentário no Facebook. Adorei o blog, vim ver sobre alimentos com cálcio e achei essa matéria.

Vera Falcão disse...

Surya, seja bem-vinda e volte sempre! Parece que ultimamente o vegetarianismo está sendo muito atacado, o que me leva a desconfiar de ações dos pecuaristas, com medo de perder a fatia de mercado.. mas as mudanças não podem ser evitadas indefinidamente!

Vera Falcão disse...

Jeci, como vc está comprovando, é possível criar uma criança sem proteína animal! O fato da sua filha ser alérgica à essa proteína e sobreviver, para mim é uma excelente "prova" de que crianças vegetarianas podem viver saudavelmente... mas não é conveniente para muitas pessoas pensarem assim, como aquelas que não querem largar o consumo de carne e, obviamente, os que a comercializam.

Boa sorte!

e so uma planta disse...

Nao e uma questao do q da ou nao em arvore s fosse assim nos so comeriamos frutos silvestres o peixe se desenvolve sozinho no mar e nos rios diferente das pastagens aviclolas etc esses animais sao alimentados e criados com hormonios excluxivamente para o abati :( percebe a difereca?Peixe nao grita e nem e mamífero ( e nao tem todo aqule sangue) e sem contar q quando vc mata um boi nao e só o boi q vc ta ajudadando a morrer por que a proteína do peixe e indiscutivelmente mais saudável q a do boi e etc. Os vegetais também são seres vivos.

Vera Falcão disse...

A questão, pura e simples é: aquele que INTITULA-SE VEGETARIANO não pode comer nenhum tipo de carne, ou seja, nenhum animal (boi, porco, peixe, carneiro, coelho etc e etc). Caso contrário, NÃO É VEGETARIANO!

Vegetais, naturalmente, são seres vivos, mas não possuem sistema nervoso (mais detalhes aqui: http://www.vegetarianismo.com.br/sitio/index.php?option=com_content&task=view&id=204&Itemid=102).

Em resumo: carne branca ou vermelha é alimento de onívoros e não de vegetarianos; se a branca é mais saudável, muitos estudos confirmam que sim, se não tiverem hormônios e antibióticos, o que hoje é rotina na criação de animais.

Todo animal sofre ao morrer, isso é indiscutível.