A cozinha é o lugar mais reconfortante da casa porque nele encontramos alimento para o corpo e para a alma. Deixe a Natureza entrar na sua e esqueça os produtos feitos pela indústria alimentícia em geral, que não coloca amor nesse ato nem está preocupada com a saúde do seu organismo e o de sua família!

Esse é um dos segredos de manter o bem-estar - não entregue essa função vital a terceiros - ponha a mão na massa, deixe a preguiça de lado e estabeleça como prioridade fazer a comida que vai mantê-lo longe das doenças!

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Geléia de Pitanga

Essa geléia fiz de maneira diferente - não usei agar-agar e amassei as frutas, o que deixou o suco mais encorpado; ela ficou com uma textura bem mais cremosa.



Ingredientes

500 g de pitangas
uma xícara de açúcar mascavo claro
água
2 CS de suco de limão

Como fazer



Lavar bem as pitangas, retirar os cabinhos e as sementes. Colocar numa panela grande e cobrir com água, mais um dedo do líquido.

Deixar ferver e cozinhar durante 30 minutos, em fogo baixo.

Coar o líquido numa peneira grande, esmagando as frutinhas para que o suco fique bem encorpado.

Colocar o caldo de volta à panela, adicionar a xícara de açúcar e as duas colheres de sopa de suco de limão. Ficar mexendo até ferver, então abaixar o fogo e deixar cozinhar até começar a grudar levemente nas bordas da panela (aproximadamente uma hora).

Colocar a geléia em vidros bem lavados e fervidos, deixar esfriar e tampá-los, guardando na geladeira (essa receita foi suficiente para fazer dois vidrinhos de 250 gramas cada).


Ficou muito gostosa no pão... serve também para fazer recheio de panquecas, ser colocada sobre o sorvete de inhame, vale também comer uma colherzinha dela, pura, bem devagar, saboreando seu azedinho-doce.

10 comentários:

Fada_Lin disse...

Hmmm... que delícia!!!
Vou guardar essa receita pq daqui a pouquinho a pitangueira da casa da minha mãe vai estar carregadíssima! ;D

Só uma nota: cuidado com o paninho na tampa do fogão! Eu também colocava assim e minha tia também (creio que muuuita gente coloca), até que um dia o fogo chegou ao pano. Felizmente ninguém se machucou, mas foi um susto tremendo!!!
Vale cuidar e tirá-lo quando for usar o fogo. :)

Forte abraço!

Vera Falcão disse...

ok, Fada_Lin, vou seguir teu conselho, não custa prevenir...
espero que tua geléia fique tão gostosa quanto a minha!

abraço

adalgiza disse...

Tava por uma receita de geléia, e essa está maravilhosa!!!

Vânia Ma'iitsoh disse...

Uau!!! Que maravilha! Que cor!
Deu água na boca!
Fico pensando porque não fiz dessa geléia, antes, rsrsrs.
Vera, você me respondeu, mesmo antes que eu te perguntasse sobre o uso do agar-agar, que inclusive está na receita, no outro post, da geléia de cereja-do-mato. A consistência ficou ótima, né?

Vera Falcão disse...

Vânia, gosto de experimentar, variar: na próxima geléia, quero fazer a pectina (usando a parte branca da laranja) - a minha meta é tentar reduzir ao máximo o uso do açúcar, mesmo sendo mascavo.
Vi que lá na Feira Ecológica eles fazem uma geléia SEM AÇÚCAR, vou saber qual o processo (mesmo sendo industrializado) - espero que não usem aspartame ou outra droga...

Vânia Ma'iitsoh disse...

Legal a sua meta de fazer geléia sem açúcar. Sabe, uso sempre o mascavo e depois de experimentar vários, encontrei um com sabor bem agradável. Também uso rapadura e cresci, vendo como ela é feita, e é incrível todo o processo. Vera, não vejo a hora de ver como você vai fazer a geléia, usando pectina de laranja. Já estou curiosíssima, rsrs. Adoro experiências novas, também.

Anônimo disse...

Bom dia! Vi que a maioria dos comentários são de 2009, e que nele você fala em fazer geleia sem açucar, gostaria de saber se deu certo e a receita. A pitangueira daqui de casa esta carregadinha e vou experimentar fazer essa geleia. Abraços,
Soraia

Vera Falcão disse...

Soraia, experimente usar stevia em pó na receita, mas cuidado quando for comprar, leia o rótulo com atenção para verificar se não contém sacarina, tem que ser STEVIA PURA. Ou compre as folhas dela e faça um chá, usando-o como adoçante no preparo. Como uso muito pouco açúcar na minha alimentação, não suporto alimentos muito doces, então fico satisfeita com uma quantidade mínima. Caso costumares usar bastante açúcar, talvez tenhas que ir diminuindo a quantidade gradativamente, até voltar a reconhecer o verdadeiro sabor dos alimentos, seu doce natural.

Isaac Motta disse...

Ola! Eu fiz geleia de pitanga e ficou muito amarga! Primeiro lavei todas, retirei os caroços e cozinhei com açúcar até dar o ponto de geleia, ficou linda porém amarga. Me dá uma dica pra que nao fique amarga.
Obrigado
Isaque Mota
e-mail: casiatom@hotmail.com

Vera Falcão disse...

Oi, Isaac, o fator que conheço que poderia deixar amarga a geleia, seria a presença das sementes no cozimento. Não pode ficar nenhum pedacinho... ou elas ainda não estavam maduras o suficiente ou com muito agrotóxico, talvez. Fora essas 3 possibilidades, a geleia fica maravilhosa!