A cozinha é o lugar mais reconfortante da casa porque nele encontramos alimento para o corpo e para a alma. Deixe a Natureza entrar na sua e esqueça os produtos feitos pela indústria alimentícia em geral, que não coloca amor nesse ato nem está preocupada com a saúde do seu organismo e o de sua família!

Esse é um dos segredos de manter o bem-estar - não entregue essa função vital a terceiros - ponha a mão na massa, deixe a preguiça de lado e estabeleça como prioridade fazer a comida que vai mantê-lo longe das doenças!

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Vive la France!


14 de Julho, festa na França!

A culinária francesa é considerada a mais elegante e refinada do mundo e bastante criticada pelos defensores da alimentação saudável pelo uso excessivo das gorduras do leite, nas formas de manteiga e creme, banha de porco, gordura de pato e a maldade na execução do foie gras (fígado hipertrofiado de gansos).
Na verdade, cada região da França tem a sua culinária distinta:

* Noroeste usa manteiga, creme (crème fraiche) e maçãs.
* Sudeste usa óleo de oliva, ervas e tomates.
* Sudoeste usa gordura de pato, foie gras, cogumelos (cèpes) e moela de ave.
* Nordeste usa banha de porco, salsinha, cerveja e chucrute, sendo influenciada pela comida alemã.


Além dessas quatro áreas gerais, há muitas culinárias locais, como a do Vale Loire e a comida Basca.

Também achei interessante as divisões da culinária feitas em restaurantes, que esclarecem muitas visões errôneas que temos a respeito da comida francesa:

Cuisine bourgeoise
A cuisine bourgeoise inclui todos os pratos franceses clássicos que não são especificamente regionais e foram adaptados durante os anos para o paladar das classes mais afluentes. Esse tipo de comida inclui técnicas de cozinhar ricas e complexas, baseadas em molhos, que muita gente associa à culinária francesa. Uma vez que esse tipo de prato é o que geralmente é servido no exterior com o nome de "culinária francesa", muitos erroneamente pensam que a comida francesa típica envolve técnicas complexas e pratos ricos. Na verdade, tais pratos são geralmente reservados para ocasiões especiais, enquanto as refeições típicas são mais simples.

Cuisine du terroir
A cuisine du terroir engloba especialidades regionais com um forte foco na qualidade do produto local e tradição camponesa. Muitos pratos que entram nessa categoria não se enquadram no estereótipo da "comida francesa", uma vez que muitas vezes não são tão elaborados.

Cuisine nouvelle
A Cuisine nouvelle, ou nouvelle cuisine, foi desenvolvida nos anos 70 como uma reação à culinária tradicional. Esse tipo de cozinha é caracterizada por tempos de preparo menores, molhos mais leves e porções menores apresentadas de forma refinada e decorativa.

Há poucos dias assisti ao filme Julia & Julie, que mostra como a americana Julia Child adaptou a culinária francesa para as donas-de-casa de seu país a desfrutarem de uma forma descomplicada e, paralelamente, o projeto de Julie Powell, que criou um blog para fazer todas as 524 receitas de Mastering the Art of French Cooking, o livro de Julia. Apesar das inúmeras receitas usando carne (a última delas contém a tarefa de como desossar um pato), o filme tem dicas interessantes sobre cozinha, relacionamentos e escolhas profissionais e/ou vivenciais. Mais sobre Julia & Julie, aqui.

Esse video mostra a Julia Child original fazendo omeletes e dá para comparar com a atuação da Meryl Streep, que achei perfeita!



Há muitos videos dela no youtube, inclusive esse aqui, hilário, onde ela queima a comida ao vivo, no seu programa The French Chef:



E para finalizar, lembramos da figura do engraçadinho rato chef do desenho animado Ratatouille, acompanhado de uma receita desse prato francês, que segue a linha da região mediterrânea da França, com o uso de muitos vegetais:



Ingredientes

6 CS de azeite de oliva
5 cebolas picadas
3 pimentões vermelhos cortados em quadrados
2 berinjelas cortadas em cubos
3 abobrinhas italianas cortadas em cubos
6 tomates médios cortados em meia-lua
Sal a gosto
1 limão
1/2 xícara (chá) de salsinha fresca fresca picada
1 buquê garni: Coloque 10 ramos de salsinha, 8 grãos de pimenta-do-reino, 1/2 cc de tomilho, 1/2 cc de erva-doce e 1 folha de louro sobre um pedaço de pano fino - algodão como o usado em fraldas - e amarre, formando uma trouxinha.


Como fazer

Numa panela, aqueça duas colheres de azeite de oliva, acrescente a cebola e o buquê garni e refogue até a cebola ficar dourada. Adicione o pimentão e cozinhe até ficar macio, mas não mole. Transfira para uma tigela e reserve. Deixe o buquê garni na panela.

Na mesma panela, aqueça mais 2 colheres de azeite e refogue a berinjela. Retire do fogo, coloque em outra tigela e reserve. Adicione o azeite restante, refogue a abobrinha, retire do fogo, coloque em outra tigela e reserve.

Volte a mistura de cebola e pimentão à panela, junte o tomate e refoque por 10 minutos. Adicione os refogados de berinjela e abobrinha e deixe no fogo por 5 minutos. Tempere com sal, transfira para uma tigela e leve à geladeira por 24 horas.

Retire o buquê garni e sirva em temperatura ambiente ou quente. Esprema por cima o suco de limão, regue com azeite de oliva extravirgem e polvilhe a salsinha. Sirva com pão.

Fonte: Revista Menu

7 comentários:

Andrea Vaz disse...

Adorei seu blog!

Considero a culinária francesa bem especial. Gostei da matéria e dos vídeos...rsrs.


Tenha um bom dia e se puder passe no meu blog e deixe um recado.

Vera Falcão disse...

Que bom vc ter gostado... fico feliz! Já visitei um dos teus blogs (sobre cinema) e deixei um comentário, ok? um abraço!

Eurico disse...

Te deixo um abraço fraterno. E saio daqui mais leve!

Parabéns pelo blog!

Anônimo disse...

Olá Vera Falcão!
Parabéns pelo Blog e continue caprichando nas matérias.
Como não sou como a "Cachinhos de Ouro", deixo aqui meu abraço.
Heloisa Bolzan

Vera Falcão disse...

Eurico e Heloisa: obrigada pela visita de vocês e pelos comentários - são delicadezas como estas que me estimulam a investir cada vez mais energia no blog!
abraços

SEM PRESSA... disse...

Oi Vera! Aquele mix de pimentas que citei na postagem do Bobotie tem pra vender no Zaffari. Custa R$ 8,19 e se chama "5 BAYAS". Vem em um potinho de plástico com moedor. Beijos, Ju

Vera Falcão disse...

Valeu, Ju, vou procurar!